domingo, 11 de dezembro de 2011

JÁ É NATAL OUTRAVEZ...


Desde meados de novembro, que o Vasco me pergunta: "Já é Natal?"; "È hoje o Natal?".
Assim que começou a ver toda a panóplia de simbolos alusivos ao Natal, começou a azáfama e a ansiedade das prendas que também já o contamina nesta época. É um excelente sinal, para uma criança que se supõe alheada do que o rodeia... Qual nada, ele quer mesmo é muitas prendas, àrvores de Natal (queria fazer duas em casa), pais natal a trepar as janelas e tudo a que nesta quadra se tem direito.
Este ano foi precoce na elaboração da carta ao  Pai Natal, e redigiu a primeira versão, com quase dois mêses de antecedência.
- Um carro telecomandado (grande);
- Um Cd da Leopoldina;
- Um micro-ondas e um frigorífico para o seu quarto;
- Cd's das telenovelas todas da TVi
- Bonecos do Wrestling...

Entretanto, pareceu-nos importante transmitir-lhe que não podia pedir tantas prendas, porque o pai natal, tinha muitos meninos para presentear. O Vasco teria que fazer opções para encurtar a sua lista. Aproveitamos para lhe sugerir que anulasse o microondas e o frigorífico...  Bem sabemos da sua paixão por electrodomésticos, eléctronicas e afins, mas não era má ideia fazer-lhe compreender que esses não eram presentes adequados para o seu quarto. Pareceu entender a explicação rapidamente, mas ficamos com a sensação que o seu gosto se manteve inalterável. Já é bom que consiga refrear a excentricidade dos seus gostos... faz-nos sentir que de alguma forma, o seu pensamento é fléxivel o suficiente para viver em sociedade, ultrapassando vontades que não enquadram no padrão.

O resto da lista mantêve-se e parece-me agora cansado pela espera do dia 24, religiosamente mostrado no calendário da cozinha.
Não me admira, porque o que eu própria mais desejo agora, é que termine este mês e que leve consigo todos estes costumes da praxe que de ano para ano me aborrecem mais...

4 comentários:

Rainbow Mum disse...

Desculpe Atena mas eu entendo o Vasco e nao acho nada excentricidades o que ele pede! Eu adorava ter um quarto gigante onde pudesse ter um minibar frigorifico tipo quarto de hotel e confesso que o micro-ondas dava um certo jeito para aquecer as minhas canecas de cha sem ter que me levantar para descer as escadas e ir a cozinha :) espero que um dia o meu filhote me escreva uma redacao com pedidos ao pai natal como o seu vasquinho escreveu e que viva o Natal com tanta emocao. Feliz Natal para voces! Beijinhos

Atena disse...

Querida Rainbow, precisava mesmo de alguém para me chamar à terra... Tem muita razão no que me diz e eu entendo completamente a sua mensagem querida mãe! Realmente sou eu que não ando bem e com este meu estado perco o bom senso que devia ter sempre...
É o 3º. ano que ele goza verdadeiramente o Natal. Até aos 6 anos, pouco ou nada ligava ao assunto... lembro como isso me doía e o quanto desejava que ele gostasse do Natal. Percebo o que sente... mas acredite, e insista sempre, sempre, sempre. Abraço sentido e obrigada pelas suas palavras - acredite que me faziam falta!

Fê-blue bird disse...

Querida amiga, compreendo a sua frustração, porque esta quadra também para mim é muito cansativa.
Felizmente os meus filhos já são crescidos e portanto já passaram essa fase que acredite é igual para todas as crianças.
Mas o facto do Vasco estar a viver com ansiedade este Natal acho que é um bom sinal, não será?
Amiga, não se deixe ir a baixo, combata a depressão que nos rodeia com um sorriso, nem que seja forçado valerá a pena!

Um beijinho grande para si e para o Vasco

Mina disse...

Mais uma que está desejosa que o Natal passe, estas épocas com marcações para festejar é uma chatice, já não á o esprito familiar que havia noutros tempos agora consumismo e os afectos e a partilha ( já eram).
Quanto aos pedidos do Vasco parecem-me razovaeis, o rapaz já está a preparar o apartamento eheheh,
È bom ligar ás coisas, o Bruno teve tempo que não ligava, mas depois passou achar que é uma obrigação ter presentes no Natal, mas depois nem liga muito, é porque é o estipulado.
Já homem ainda acreditava no pai natal e punha o sapatinho, mesmo que a irmã muito mais nova lhe disse se que o Pai Natal não existe. Tem sempre esta parte do infinito acreditar.
Voltando aos presentes na lista do meu estão a seleccionar porque é só um presente: Ou uma balança com IMC ( que é última obsessão o peso), um Gps ou um portátil que o dele pifou e agora está preocupado que precisa dele para representar :)
Mas quanto mais não seja pelo brilho deles a abrir as prendas vale a pena o Natal
Bjinhos e para a familia M.C.V

 
Web Statistics