domingo, 13 de junho de 2010

AMIGOS VIRTUAIS

Tenho sido pouco assídua.
O tempo parece-me sempre demasiado curto para tudo aquilo que quero fazer. Escrever cada pensamento meu por aqui (e noutro espaço que tenho no facebook); ler os 4 livros que neste momento "descansam em paz" na minha mesa de cabeceira; beber café com amigos com quem não estou à imenso tempo ou com aqueles que desejo conhecer e ainda não houve oportunidade; escrever o meu livro; apoiar com esperança e optimismo quem neste momento mais precise, de acordo com as minhas possibilidades; tratar dos projectos de emprego que tenho; manter a casa em ordem; mimar os meus amores-("regar as minhas flores"); participar mais activamente nos compromissos com os quais me comprometi (Movimento Pais em rede); empenhar-me na causa do Autismo divulgando-o, agindo, pedindo apoios que persistem não existir; arranjar momentos para "namorar"; tratar de mim....
Tanta coisa que preciso fazer e o tempo tão curto, não me facilita as tarefas. Por vezes também duvido da minha capacidade para conseguir chegar a tudo e a todos - Não queria falhar nada! Muitos são os momentos de cansaço, muitos são os pensamentos de fraqueza que se apoderam de mim fazendo-me sentir que eventualmente não tereí tamanho para tudo aquilo que gostaria de realizar. E os dias vão passando sem parar...
Venho sempre aqui para saber como vão os meus amigos virtuais. Leio-os, sinto-os e vibro sempre com a minha sorte em tê-los na minha lista de amigos, mas fico-me no silêncio da minha admiração por eles e isso é insuficiente! Merecem sempre muito mais, por isso hoje e agora, as minhas palavras são apenas para voces:

A vossa presença e as vossas palavras são (e têm sido), muito importantes para mim! Ambiciono, poder sentar-me com cada um de vós e olhos nos olhos dizer o meu imenso OBRIGADA! Partilhar sentimentos - dar-me, porque é grande o que tenho em mim, e receber porque também sinto grande o que existe dentro de cada um de voces...
Viver bocadinhos que realmente importam, celebrar a solidariedade, dividir as boas e as más sensações, conhecer pessoas maravilhosas para perceber que a vida até podería ser perfeita e que nunca se está sozinho, com seres humanos assim. Perceber que no meio desta selva haverá sempre alguém disposto e atento para aqueles que pelos mais diversos motivos, são denominados de mais fracos - fixar-me nesta verdade e tranquilizar-me quanto ao futuro - por mim, pelos outros e sobretudo pelo meu filho, que por maior que seja a minha luta e vontade, não poderá viver sempre sob a nossa protecção.
Por mais que tente encontrar palavras para vos dedicar, o resultado é sempre pobre para aquilo que tenho sentido nos vossos abraços virtuais, nas vossas mensagens, ou tão simplesmente com a vossa passagem por aqui. Mesmo quando apenas me deixam o simbolo que representa um sorriso, ou quando percebo que também se ficam no silêncio da vossa admiração e solidariedade, por algo que (muitas vezes) não vos toca na pele, mas que vos toca profundamente no coração.

Enquanto houverem no mundo pessoas desta natureza, haverá sempre esperança!
FORTE ABRAÇO A TODOS OS AMIGOS - VOCES!

9 comentários:

EC disse...

Cristina as suas palavras comovem. Prova de não acredito que lhe falte forças para o que se propõe fazer!! Mulher com garra que acredita!! O tempo é o que fazemos dele e a Cristina utiliza-o bem ao que me parece!! Força para todos os seus projectos e ...fico à espera do livro!!
Um abraço da amiga virtual
Elvira

cristina disse...

Es uma mulher com muita garra..mas não a super mulher,,por isso tira uns momentos só para ti..

bjinhos
helia

Mina disse...

Cristina
O quanto eu te entendo, e ás vezes penso que não vale a pena essa angustia, de querer ir e dar em tudo lado em todo lado,o tempo somos nós que o gerimos, e ás vezes temos pena de não chegar a todos os sítios.
Também já pensei muitas vezes nisso e até se servirá para alguém aquilo que escrevo, ponho algumas vezes em dúvida a minha participação na blogosfera, que tenho vindo participar ao longo de quatro anos a manifestar opiniões e vivencias nem sempre entendidas.
O ter vivido mais tempo não faz de mim mais sabedora, apenas mais experiente, até porque os meios e as descobertas são recentes...
E só entrei nesta "aventura", um pouco a reboque rsss, e porque senti necessidade nos meus tempos idos e ainda agora de sentir, que não era "extra terrestre", que havia outras pessoas a passar pelas mesmas alegrias e dificuldades que eu, e que sobreviviam e viviam felizes...
Mas tem dias ao contrário de ti que queres dar o tudo, eu algumas vezes apetece-me fechar no tudo...
Não te angusties por não dar mais, dás o teu limite e mais não podes fazer...
Temos combinar uma "piquenicada" de cestinha ao ombro pelo bosque,loool
bjocas

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
Não podemos estar em todo o lado, embora cada bocadinho nosso seja muito importante e especial e sei como nos sentimos frustradas por o tempo não dar para mais.
Aqui irá sempre ter apoio para levar por diante todos os seus projectos. Fiquei muito feliz por saber que está a trabalhar com afinco em todos eles.
Compreendo e não levo nada a mal as suas ausências, nem poderia, pois sei ver muito para além das palavras.
Desejo-lhe saúde e força para conseguir realizar todos os seus sonhos.
E vá dando sempre notícias dos seus progressos.
Um beijinho muito grande
Da amiga

caminhante disse...

estamos sempre juntos, entre um voo e outro...

um beijinho terno com um abraço apertadinho :)

[considero-me "regada"... grata pelas gotas de carinho]

Helga disse...

Não há longe nem distância, para quem não se esquece. Não há pressa nem vagar, para quem chega onde quer chegar. O tempo é assim. Curto. Grande. Enorme. Pouco. Mas o importante é estarmos todos nele. Em sintonia. Nos gestos, nas palavras, nos pensamentos e nos agradecimentos.

Obrigado eu, Cristina. Por tudo! Até pelo tempo que não tem.

Um beijinho :)

nedav disse...

Permita-me considerar-me como um dos seus amigos virtuais :)

Para mim é uma honra poder ser seu amigo...Pela sua força, dedicação e paixão vai demonstrando cada vez mais a sua GRANDEZA...Sim porque a Cristina é que é grande por todos os seus testemunhos e por toda a dedicação que nos vai transmitindo...

Mais do que palavras são os sentimentos que me tocam, que me fazem crescer e aprender...

Muito obrigado e tal como a Elvira disse: fico à espera do livro :)

Sandra disse...

O tempo... sempre o tempo...o tempo que nos faz falta... o tempo que nos sobra... o tempo que já passou e o que ainda ha-de vir... diz-se que "é de ouro" ou que "é dinheiro"... estranha forma de vida a nossa que nos leva a culpar o tempo por muitas vezes não o conseguirmos aproveitar como seria de esperar.

Mas tu Cristina... aproveitas muito bem o teu tempo... pq te empenhas em tanta tanta coisa... eu por ex. aqui ando graças ao teu tempo... emocionada com os teus textos ... em que descobri serenidade, sensatez, inteligência... sem o teu tempo não seria possível.

(Tenho andado por aqui... atenta)


Beijos grds

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Um grande abraço também para si e obrigado por andar por aqui.

 
Web Statistics