quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PEQUENO MUNDO


Gosto quando já de luz apagada te oiço chamares-me: "Mamã, deita aqui só um bocadinho"! E lá vou eu para o nosso pequeno mundo perfeito... Sem preocupações, sem medos, sem angústias, sem perigos, sem birras, sem nada! O nosso pequeno mundo onde te sinto completamente feliz, seguro... O nosso pequeno mundo onde abunda a simplicidade... os beijinhos pequenos, médios e grandes, as festas e os abraços, a paz da noite - proporcionada pela certeza de que esse momento também é real, e dura até que os primeiros raios de sol começam a entrar pela janela, impondo-nos de novo a entrada na "corrida" que cada vez mais, sinto como uma selva.
Pena não podermos prolongar a noite até à eternidade, para sentir sempre a segurança de te ter perto de mim, de saber como passas cada segundo, como vives as alegrias, os aborrecimentos...
Normalmente contento-me com os teu parcos relatos, porque entendo-te melhor pelas atitudes. Percebo-te o dia muito mais pelo estado de espírito do que pelas palavras e a tua habitual alegria costuma bastar-me, mas ultimamente pareces mais agitado, desafiante, desorganizado - nestas alturas preciso muito da chegada da noite, daquele nosso "bocadinho" e de toda a simplicidade desse nosso pequeno mundo.

2 comentários:

Fê-blue bird disse...

Quantas vezes me refugiu nele!

beijinhos minha amiga

Fê-blue bird disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Web Statistics