terça-feira, 25 de maio de 2010

Salas estruturadas nas escolas ajudam crianças autistas - Portugal - DN

Salas estruturadas nas escolas ajudam crianças autistas - Portugal - DN

É com este método que o Vasco aprende e evoluí, com este método e com o insubstituível amor, e apoio das professoras e assistentes na respectiva unidade de ensino estruturado e professora do ensino regular, na escola que frequenta pelo segundo ano. Sem elas, sem o seu excelente desempenho, e dedicação e o método não funciona. O Vasco tem progredido imenso e cada vez consegue maior autonomia na sala da turma do ensino regular - isto é resultado de uma série de factores que apenas produzem efeito positivos porque se enquadraram e se apoiaram numa mesma direcção. Os métodos são importantíssimos e este apresenta de facto resultados, quando os profissionais, a multidisciplinariedade e a empatia que é necessário criar, também se encontra e existe neste cenário. Pelo que como primeiro passo, a legislação criada foi preponderante, mas não resultaria, sem uma verdadeira entrega e aceitação deste desafio, por parte dos professores - tanto do ensino especial, como do ensino regular. Em grande parte, está nas mãos destes profissionais, o melhor sucesso possivel destes meninos, que rápidamente serão adultos mais ou menos autónomos amanhã. Tenho a convicção de que a grande recompensa destes profissionais é irem vivenciando a experiencia daquilo que floresce através dessa entrega, e esforço diário. Mas no fim das contas acredito que estas experiencias, sejam porventura na vida de cada um destes professores, das coisas mais gratificantes que tiveram no seu percurso. (Assim todos abrissem as portas e o coração à diferença)

5 comentários:

Fê-blue bird disse...

São notícias como estas que nos fazem ainda ACREDITAR no futuro!
Sim, porque temos em Portugal pessoas competentes, empenhadas, responsáveis e solidárias.
Obrigada amiga Cristina pela esperança que hoje conseguiu transmitir aqui, estamos tão carentes dela.
Um beijinho grande

Mina disse...

Nada , mais a acrescentar, não só os metódos, mas essencialmente a dedicação e sensibilidade dos profissionais , fazem toda mas toda a diferença...
Bjocas para ti p´ro Vasco

caminhante disse...

acredito no Acreditar. e Acreditar é já meio caminho andado para se conseguir alguma coisa. cada vez mais, a sensibilização para o Ser, começa a ser Acreditado. e devemos dar graças por isso. por existirem pessoas capazes de lutar por um mundo melhor para os nossos meninos.

um beijinho grande com sabor a chocolate...

EC disse...

Mais uma vez o seu post não me é indiferente!!
Como eu gostaria mm que mais abrissem o coração à diferença!!
É um caminho, acredito, que se chegará lá, que é possivel!!!

Marlene disse...

É, sem dúvida alguma, muito gratificante. É o meu 1º ano numa UAEM e tenho aprendido tanto... e acredito que ainda tenho muito a aprender! :)
Obrigada pela sua partilha!

Bjs*

 
Web Statistics